Aqui você se encontra!

O Poder da Inveja

mulher-ciume
  • 20 de out de 2015
  • Sheila Almeida
  • 1081 Visualizações
  • Seja o primeiro a comentar

A inveja é um sentimento de aversão ao que o outro tem e a própria pessoa não tem. Este sentimento gera o desejo de obter exatamente o que os outros possuem (podem ser tanto coisas materiais, como qualidades inerentes ao ser) e de tirar essa mesma coisa de outro indivíduo, fazendo com que o mesmo fique sem. É um sentimento gerado pelo egocentrismo e pela soberba de querer ser maior e melhor que todos, não podendo suportar que outrem seja melhor.

Curioso é que a origem latina da palavra inveja é "invidere" que significa "não ver". Com o tempo essa definição foi perdendo o sentido e começado a ser usado ao lado da palavra cobiça, a qual culminou, então, no sentido que conhecemos hoje. Os indivíduos disputam poder, riquezas e status, aqueles que possuem tais atributos sofrem do sentimento da inveja alheia dos que não conseguiram e que almejariam ter tais atributos.

A inveja é originária desde tempos antigos, e seria, popularmente falando, a arma dos "incompetentes". Numa outra perspectiva, a inveja também pode ser definida como uma vontade frustrada de possuir os atributos ou qualidades de outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é incapaz de alcançá-la, seja pela incompetência e limitação física, seja pela intelectual.

Existe outra forma de analisar a origem da palavra e atribuí-la a um novo olhar. Normalmente quando as pessoas se sentem afetadas pela inveja alheia, sentem-se vítimas de que alguém quer lhes prejudicar com seu “olho gordo”. E deixam de perceber que a pessoa que inveja, apenas está seguindo o seu exemplo. Sendo assim, esta poderia ser uma forma de motivação para aqueles que são invejados seguirem com seus propósitos. Talvez por isso o significado da palavra seja “não ver”, pois tais pessoas não veem realmente o quanto é positivo alguém querer seguir o que são ou o que fazem.

Talvez a razão de se agir de forma errada com relação ao sentimento da inveja se deve ao fato das pessoas não incorporarem o seu verdadeiro significado.  Uns invejam porque não se sentem capazes; outros porque não conhecem o caminho; outros porque precisam ter mais poder pessoal e autoestima e talvez existam outros motivos. Quando uma pessoa detecta que está invejando algo ou alguém, poderia começar a trilhar um caminho de autoconfiança, acreditando que é merecedor de receber a graça de conquistar aquilo que almeja. Usar as pessoas como espelho é positivo, mas querer o que elas possuem não é.

Portanto, todos precisam aprender a ver, seguir o exemplo, escolher o melhor trajeto a seguir e deixar de cobiçar a vida alheia. Precisam ser criativos, criar novas possibilidades, crer em si. Já os afetados pela inveja precisam aprender a valorizar o que são, aprender que ninguém quer ser, ou ter coisas ruins ou maléficas. Pelo contrário, o invejoso quer o que o outro tem de melhor. Então, só se precisa reconhecer que se está no caminho e que serve  de bom exemplo para quem o segue.

Ao começar a usufruir dos próprios dons, confiar em seus potenciais, pois todos são capazes de ser e ter o que quiserem, estas pessoas deixarão definitivamente de praticar a inveja. Pois agindo assim, irá se ver o que se tem de bom para oferecer ao mundo. Reflita e coloque em prática agora mesmo.

Deixe um comentário